25. Jan 2019 | Finanças

Contabilidade para startups – o hábito faz o sucesso

Para quem inicia uma startup, há duas palavras de ordem: planeamento e organização. As estatísticas demonstram que a maior parte dos pequenos empreendimentos falham pela falta de organização financeira. A estrutura do seu projeto deverá ter em conta: saber como funciona a contabilidade para startups, a documentação que necessita de preencher, os impostos que necessita de regularizar, a forma mais eficiente de obter lucros a partir do seu negócio e as responsabilidades que poderá ter de enfrentar num panorama de mercado que se possa revelar desfavorável.

Contabilidade para startups
Contabilidade para startups: A gestão da entrada e saída do dinheiro é essencial. Se não estiver ciente deste processo, de forma continuada, poderá colocar o seu negócio numa posição delicada. (imagem @ fotolia.com)

Para quem nunca se debruçou sobre o assunto, a contabilidade pode parecer um bicho estranho (e cabeludo!). Da mesma forma como deve gerir o seu tempo relativamente à execução dos projetos, organizar os números requer atenção. Não necessita de criar um sistema, já existem muitos – práticos e funcionais – que outros inventaram. Cabe-lhe no entanto pesquisar e saber um pouco mais sobre as opções disponíveis, de forma a poder escolher a que melhor se adequa às suas necessidades e à sua forma de trabalhar.

Do papel ao tablet

Hoje em dia, há bons softwares de contabilidade com múltiplas funcionalidades, compatíveis com vários dispositivos (incluindo aplicações móveis). Uma grande parte possibilita o armazenamento da informação na cloud, o que facilita a inserção, a consulta e o recurso aos dados a qualquer momento, em qualquer lugar – uma mais-valia para quem procura tomar decisões com o máximo de informação possível. Porque é que isto é tão importante? Há essencialmente dois pontos principais nos alicerces dos seus lucros: a margem bruta e a margem líquida.

A margem bruta é o lucro que o seu empreendimento produz menos os custos totais envolvidos na produção do produto/serviço e/ou na sua entrega, divididos por unidade. Este valor é uma importante medida de eficiência que o pode e vai orientar aquando da fixação do(s) preço(s) ou desmultiplicação da sua oferta.

A margem líquida é o lucro do seu empreendimento relativamente às vendas, considerando todas as despesas relacionadas com o seu negócio. Este valor constitui o número real que adiciona à sua conta bancária e a medida da riqueza que conseguiu acumular com a sua atividade.

Legislação

Agora que iniciou uma startup, convém estar a par das suas novas obrigações legais e fiscais para evitar dissabores. No entanto, nem tudo são obrigações: há também benefícios e incentivos, sobretudo nas áreas ligadas à tecnologia (uma ponte que não é difícil criar, hoje em dia, em qualquer negócio).

A contabilidade engloba diversos detalhes financeiros, fiscais e tributários. Se considera estas águas turvas, consulte um especialista financeiro ou associe um colaborador com formação nesse campo, alguém que lhe possa indicar quais as melhores opções de enquadramento que o beneficiem e que possa usar a seu favor. Evite as surpresas desagradáveis e procure maximizar as boas.

Outsourcing

Contratar um contabilista faz sentido se tem ideia de expandir o seu negócio ou se a estrutura do seu empreendimento é complexa. O outsourcing como recurso torna-se mais evidente à medida que começar a adicionar (mais) funcionários.

Muitos de nós iniciamos um negócio a tempo parcial ou trabalhando a partir de casa como forma de contenção de despesas. Mas será que um negócio simples precisa de um contabilista a partir do primeiro dia? Um contabilista pode fornecer aconselhamento financeiro e estratégico para o seu empreendimento. Se ainda está numa fase inicial, o recurso a um contabilista pode passar por uma consulta prévia para planeamento ou simplesmente para uma revisão ou checkup anual.

Estar um passo à frente

A gestão da entrada e saída do dinheiro é essencial. Se não estiver ciente deste processo, de forma continuada, poderá colocar o seu negócio numa posição delicada. Qualquer que seja a natureza do seu projeto, nunca ponha em segundo plano a contabilidade. Pode não parecer a principal prioridade de início, mas à medida que o seu empreendimento crescer e exigir mais do seu tempo, uma contabilidade para startup sólida e bem organizada é essencial tanto para a sua continuidade como para a sua capacidade de expansão.

A dívida acumulada é o fator que muitas vezes desorganiza as finanças pessoais, tornando-se ainda mais prejudicial no caso das finanças comerciais. De forma a evitar este cenário, efetue todos os seus pagamentos a tempo e horas para evitar futuras complicações.

Quando inicia um negócio, deve estar preparado para qualquer cenário. Manter uma almofada financeira – pessoal e empresarial – é a única forma de estar preparado para contingências imprevisíveis que podem ter lugar inesperadamente. E se alguma dúvida lhe resta, lembre-se que na qualidade de trabalhador por conta própria, você é responsável pela sua reforma, de modo que não estará fora de questão pensar em realizar alguns investimentos paralelos, ainda que pequenos, que proporcionem um rendimento estável. Em caso de dúvida, lembre-se da fábula da cigarra e da formiga!

Também lhe pode interessar: 

Billomat folgen: