11. Nov 2019 | Empreendedorismo

Como criar uma agência de marketing digital

Se quisesse criar uma agência de marketing digital há mais de 20 anos, as barreiras à entrada eram enormes. Com um cenário digital primitivo, a sobrecarga para criar tal empresa era assustadora e quase impossível sem um grande investimento inicial. No entanto, os tempos mudaram…

Como montar uma agência de marketing digital
Dependendo dos seus clientes, ambições e tipos de projeto, terá que analisar se vai trabalhar sozinho, se precisa de contratar alguém, ou se pretende abrir um negócio com sócios. (© Unsplash)

Atualmente, é possível que um indivíduo habilidoso ou uma pequena equipa crie uma agência de marketing digital de uma forma muito mais simples.

As empresas estão a gastar uma fatia cada vez maior dos seus orçamentos de marketing em publicidade digital, e muitos querem aproveitar esse facto para criar o seu próprio negócio. Neste artigo, vamos guiá-lo através das diferentes etapas necessárias para abrir a sua própria agência de marketing digital.

Desenvolva as Competências Necessárias

A criatividade e a inteligência são importantes, mas se não tiver experiência suficiente para lidar com as muitas nuances da gestão de contas e do relacionamento com os clientes, vai ter muitas dificuldades. Pode demorar alguns anos até que possua as competências necessárias, assim é importante que tenha um emprego antes de se aventurar no seu negócio.

Antes de se tornar um mestre no marketing digital, deve experimentar como é trabalhar onde trabalham os seus futuros clientes potenciais, ter um “gosto” de como funciona a economia real. Isso vai inevitavelmente torná-lo num profissional mais completo.

Para montar uma agência de marketing digital é importante que tenha, além das competências gerais de trabalho, competências na área do marketing digital, que incluem:

  • Construir e gerir páginas web;
  • Conceber anúncios online;
  • Criar mensagens e conteúdo;
  • Conhecimentos aprofundados de SEO;
  • Domínio de ferramentas de email marketing;
  • Gestão de redes sociais;
  • Anunciar nas redes sociais;

Existe um conjunto tão grande de competências que é necessário dominar antes de abrir um negócio, que é realmente necessário não avançar sem estar preparado. Será necessário tirar cursos de formação nas áreas em que sentir mais dificuldade. O fundamental é estar preparado para prestar um serviço de excelência aos seus clientes!

No início trabalhe no seu projeto nas horas vagas

Começar a trabalhar para si mesmo tem uma lista de riscos muito longa. O que mitiga uma grande parte desse risco é desenvolver a base para um negócio antes de tomar a decisão de o levar a cabo a tempo inteiro. Isso permite que comece a desenvolver a sua atividade sem assumir um risco demasiado elevado.

Quando começa a trabalhar nos seus projetos nas horas vagas terá que aprender a faturar, a guardar dinheiro para impostos e a fazer orçamentos, o que ajuda a ter uma iniciação à vida empresarial. Ao trabalhar a tempo parcial no seu projeto de marketing digital vai começar a ter os seus primeiros clientes e a estabelecer relações que podem ser relevantes no futuro.

Quando tiver um volume de negócios significativo com os clientes, pode começar a pensar no próximo passo: definir um modelo de negócio apropriado para poder “dar o salto”.

agência de marketing digital
Para encontrar clientes é importante ter um site próprio e estar presente nas redes sociais. (© Unsplash)

Desenvolva o Modelo de Negócio Certo

Existem diversos modelos de negócio diferentes que se adequam para uma agência de marketing digital. Assim, terá que fazer necessariamente algumas escolhas. Em seguida apresentamos algumas das decisões que terá que fazer para desenvolver o seu modelo de negócios.

Focar-se num nicho ou ser generalista?

Em países pequenos como Portugal não existem muitas agências de marketing digital focadas em nichos. No entanto, isso pode ser uma oportunidade para quem tiver conhecimentos bastante específicos. O e-commerce ou o imobiliário são exemplos de nichos que podem ser de interesse para quem tiver conhecimentos específicos na área.

Como vai cobrar?

Outra das escolhas está relacionada com a forma como vai cobrar aos seus clientes. Existem várias formas de receber pelo seu trabalho, como: por hora, por projeto ou à comissão.

Outra questão de relevo é qual o meio que vai usar para receber o seu dinheiro. Se os seus clientes forem nacionais, pode sempre acionar os meios legais caso não receba, mas se forem de um país longínquo? Para esses casos, é comum usar empresas que funcionam como depósito de garantia, os chamados serviços de escrow.

De uma forma muito simplificada, estas empresas retêm o dinheiro do cliente até que lhe entregue o serviço. Assim que entregar, existe um período para eventuais pedidos de modificação do serviço entregue e, finalmente, o dinheiro é transferido para a sua conta.

Onde vai encontrar clientes?

Existem diversos meios para encontrar clientes, como:

  • Contactos pessoais – Este é talvez o melhor meio e é a razão pela qual deve ter experiência profissional antes de se lançar na aventura de abrir uma agência de marketing digital, já que vai ter a oportunidade de conhecer pessoas que necessitem dos seus serviços. Também pode ter amigos ou conhecidos que lhe “abram portas”.
  • Tenha uma presença na internet – Construa um site bem apelativo e perfis nas redes sociais. Certifique-se de que os mantém sempre atualizados. Não se esqueça de criar um perfil otimizado no LinkedIn. Todas estas ferramentas podem aproximá-lo de potenciais clientes
  • Sites de trabalho online – Existem sites, como o Upwork, o Freelancer. com e o People Per Hour que pode usar para encontrar clientes (principalmente internacionais). No entanto, note que a concorrência é bastante feroz pois existem freelancers e agências de todo o mundo a oferecerem os seus serviços.

Sozinho ou com mais alguém?

Dependendo dos seus clientes, ambições e tipos de projeto, terá que analisar se vai trabalhar sozinho, se precisa de contratar alguém, ou se pretende abrir um negócio com sócios.

Se vir que tem que contratar alguém, questione até que ponto não será preferível contratar freelancers. Num período inicial, é muito menos arriscado contratar um trabalhador independente para o ajudar na sua agência de marketing digital.

Que tipo de empresa vai abrir?

Em função do seu modelo de negócios, o próximo passo é o enquadramento legal para o negócio, ou seja, escolher o tipo de empresa certo para si. Vai pretender abrir uma empresa ou laborar como trabalhador independente?

O volume de negócios e o facto de querer contratar ou não empregados vai ter um peso grande na forma como encara esta questão. Se não pretender contratar ninguém e tiver um volume de negócios não muito elevado, então talvez seja melhor optar por ser trabalhador independente. Caso contrário, pode avançar para a abertura de uma empresa.

Se pretender abrir uma empresa, tenha a certeza de contratar um contabilista experiente que o ajude a tratar dos aspetos burocráticos e da contabilidade da mesma. Uma empresa de responsabilidade limitada é sempre preferível por não se arriscar a ter que entrar com o seu património, caso a empresa tenha problemas mais tarde.

Atualmente existe uma forma muito rápida de abrir uma empresa chamada de Empresa na Hora. Porém, através desta forma só é possível criar sociedades por quotas, sociedades unipessoais por quotas ou sociedades anónimas.

Qual vai ser o espaço onde vai trabalhar?

Assim que tiver o seu plano de negócio terminado, tem que escolher o local onde vai trabalhar. Muitas pessoas começam por trabalhar em casa e isso pode ser adequado para alguns casos, mas existe uma alternativa muito mais atrativa nos dias que correm: os espaços de coworking.

Se vive numa cidade com espaços de coworking, considere os benefícios de se instalar. Os preços costumam ser bastante atrativos e vai poder estabelecer uma rede de contactos enorme com outras pessoas que estão no espaço.

Se tiver que contratar pessoas, terá que alugar ou adquirir um espaço. Porém, isso implica custos e nem todas as pessoas estão em condições para fazer esse investimento. Além disso, terá sempre que se fazer uma análise de risco.

Comece a trabalhar!

Assim que tudo estiver pronto e estiver disposto a “dar o salto”, comece a trabalhar para si. A situação é bastante diferente em termos de responsabilidade, já que vai estar “ao leme” da sua vida profissional e, inclusivamente, das de outras pessoas caso tenha empregados.

Esqueça os rendimentos certos ao fim do mês e habitue-se a ter rigor na forma como gere os seus orçamentos. Nos meses que faturar mais, guarde sempre uma reserva para compensar os meses em que o negócio corre menos bem.

É muito provável que também tenha menos tempo disponível para férias e para lazer, é por isso que é muito importante gostar realmente de marketing digital. Quando gostamos do que fazemos, cansamo-nos menos e temos mais motivação!

Veja também:

Billomat folgen: