29. Apr 2019 | Finanças

O que é desconto de rapel e quais as suas vantagens?

Conseguir um desconto nos bens comprados é de grande importância para um comprador, que pode aumentar assim a sua margem de lucro, e para um fornecedor, pois torna-se mais fácil aumentar a quantidade vendida. Neste contexto é importante perceber bem como funcionam os descontos.

O que é desconto de rapel
Com o desconto de rapel, os clientes são premiados em função das suas compras (imagem © Pexels).

Ao contrário do que se pode pensar não existe apenas um tipo de desconto, existem vários, cada um com as suas especificidades e condições de obtenção. Um destes tipos de desconto é o desconto de rapel, também conhecido como desconto bónus. Antes de vermos exatamente aquilo em que este desconto consiste, vamos verificar quais os tipos de descontos que existem.

Que tipos de descontos existem?

De forma a aumentar as vendas, é comum que os vendedores concedam aos seus clientes, em função de certas condições, descontos que podem ser de dois tipos: descontos comerciais e descontos financeiros.

Descontos comerciais

Os descontos comerciais são reduções de preço que resultam da compra em grandes quantidades ou do fornecimento de um produto ligeiramente diferente do que foi encomendado. Estes descontos resultam na redução do custo de aquisição dos bens e por isso há quem lhes chame de “abatimentos”. Os tipos de descontos comerciais são:

  • Desconto de revenda – Concedido pelo armazenista ao retalhista para que este possa ter uma margem de lucro.
  • Desconto de qualidade – Concedido pelo vendedor quando a qualidade dos produtos entregues não corresponde ao que tinha sido acordado.
  • Bom peso – Mercadorias que são cedidas pelo fornecedor ao cliente para compensar possíveis quebras.
  • Desconto de rapel – Desconto concedido aos compradores que ultrapassam um determinado valor de compras.

Descontos financeiros

Já os descontos financeiros são reduções de dívida que resultam da antecipação do pagamento. Estes descontos não causam nenhuma variação no preço dos bens, já que resultam de uma operação meramente financeira. Os tipos de descontos financeiros incluem:

  • Desconto de pronto pagamento – Este é um desconto realizado quando o comprador efetua o pagamento no ato de entrega da mercadoria, ou num curto prazo após essa mesma entrega (prazo esse definido entre as partes).
  • Desconto por antecipação de pagamento – Desconto concedido quando o comprador paga a mercadoria antes do prazo acordado.

Tudo o que precisa saber sobre o desconto de rapel

Vimos acima uma explicação bastante resumida do que é o desconto de rapel e que este faz parte dos descontos comerciais. Este desconto é concedido normalmente sob a forma de escalões de compras aos quais corresponde uma série de escalões de descontos.

Com este tipo de desconto, os clientes são premiados em função das suas compras. Quanto mais comprarem, mais possibilidades têm de atingir um determinado escalão, que por sua vez lhes vai conceder um determinado desconto. Existe a possibilidade de existiram tantos escalões quantos se desejar definir, mas também acontece existirem apenas dois escalões.

Exemplo de escalões de rapel

Tomemos como exemplo a seguinte situação: Uma empresa que importa frutos tropicais, vende a uma rede de supermercados os seus produtos com a seguinte estrutura de descontos de rapel:

  • Compras entre os 0 e os 10 000€: 2% de desconto
  • Compras entre os 10 000€ e os 30 000€: 4% de desconto
  • Compras entre os 30 000€ e os 100 000€: 6% de desconto
  • Compras superiores a 100 000€: 8% de desconto

Neste caso, podemos ver que existem 4 escalões e que o primeiro escalão já inclui um desconto. Isso poderia não acontecer, já que muitas vezes não há desconto no primeiro escalão.

Um pouco mais de informações sobre o desconto de rapel

Existe algo que caracteriza o desconto de rapel e que o diferencia dos demais, que está relacionado com o facto de que assim que se chega a um determinado escalão, não são só as compras a partir desse momento que terão o desconto do mesmo, mas também todas as compras anteriores.

No exemplo acima, assim que o comprador supera os 10 000€ em compras, a taxa de desconto passa a ser de 4% até aos 30 000€ e o vendedor deve entregar ao comprador a diferença entre os 4% e os 2% que correspondem ao desconto obtido até aos 10 000€. Desta forma o vendedor vai ter que lhe entregar 200€ (10 000 x 2%). Esta restituição acontece normalmente através da emissão de uma nota de crédito.

O período para a determinação do montante de compras que dá direito ao rapel costuma ser anual. No entanto, este pode ter outro horizonte temporal, como semestral ou trimestral. Esse período tende a ser alvo de negociação porque influencia bastante os descontos a serem concedidos.

Também existe a possibilidade de fazer um desconto de rapel em apenas um ou alguns produtos e não na sua totalidade. No exemplo acima, o rapel poder-se-ia aplicar apenas à venda de anonas e não a mangas, papaias, etc.

Vantagens e desvantagens do desconto de rapel

Como qualquer tipo de desconto, existem pontos fortes e fracos. Algumas das vantagens do desconto de rapel são:

  • Motiva os compradores a aumentarem as suas compras para atingir maiores descontos, o que lhes vai trazer uma maior margem de lucro.
  • Pode fazer com que um comprador compre apenas a um fornecedor para que, ao concentrar as compras, possa conseguir maiores descontos.

Em relação às desvantagens, podemos apontar as seguintes:

  • Gestão difícil dos descontos, principalmente quando se referem a anos anteriores, o que dificulta as tarefas contabilísticas.
  • A compreensão dos descontos e das suas implicações pode não ser imediata devido aos escalões e aos mecanismos de devolução.
  • Reduz as margens de venda dos fornecedores.

Veja também:

Billomat folgen: