17. Apr 2018 | Empreendedorismo

Growth Hacking para startups: acerte na sua estratégia de marketing

Num mercado cada vez mais competitivo e cheio de ruído, é difícil para uma startup chegar ao seu público-alvo e mostrar o seu valor. É neste cenário que o growth marketing (marketing de crescimento) tem vindo a crescer e a sua correta implementação pode significar a diferença entre o sucesso de um negócio ou a sua mera sobrevivência.

Growth Hacking para startups
Growth Hacking para startups: O importante é aprender, medir e crescer.

O que é o Growth Hacker?

O principal papel de um growth hacker é gerar tráfego para um website, de modo a aumentar as vendas do produto ou serviço, ou seja, está centrado em chegar às pessoas online. O seu método de trabalho passa por priorizar e testar todas as ideias de marketing; analisar os respetivos dados e métricas; interpretar os resultados; tomar decisões; voltar a testar e duplicar os ensinamentos no maior número de canais possíveis.

As startups são as que mais confiam num growth hacker porque acreditam nas suas capacidades de escalar um negócio.

6 estratégias de growth marketing para uma startup

Os canais tradicionais de marketing não levam em consideração um fator muito importante: o engajamento de clientes. Hoje em dia, na era digital, não basta chegar ao cliente. Existem muitas distrações e é necessário mantê-lo interessado na marca e no que esta tem para oferecer.

Listamos algumas táticas de growth marketing que uma startup pode começar a implementar.

1. Google Adwords ou Social Media Ads

A publicidade paga é capaz de aumentar o número de visitas num website, os downloads de uma aplicação ou alcançar pessoas que tenham acedido a páginas específicas. O Google Adwords é um dos principais meios usados quando se fala em publicidade digital. Também pode criar ads em redes sociais como o Facebook, Instagram ou LinkedIN para um público segmentado. Terá de começar por estudar o melhor canal para atingir o seu público-alvo e depois começar a testar diferentes tipos de anúncios para verificar quais geram maior tração.

2. Conteúdo de Qualidade

O marketing de conteúdo cria valor ao seu negócio. Um conteúdo otimizado, bem estruturado, informativo, ajudará a conquistar a confiança e respeito do público-alvo. Os próprios interessados vão ajudá-lo a divulgar a sua marca, partilhando o conteúdo nas redes sociais e atraindo a atenção de novos potenciais clientes. É importante ter sempre actualizado o seu blog, o website, enviar regularmente bons e-mails e publicar conteúdos virais nas redes sociais. Não existe estratégia de marketing que não tenha por trás um bom conteúdo.

3. Email Marketing

É importante manter um contacto regular com a sua base de dados para manter uma relação de confiança e proximidade, aproveitando para sugerir novos produtos/serviços. O e-mail marketing tem evoluído ao longo do tempo e atualmente é possível automatizar campanhas de e-mail para clientes que se encontram em diferentes estádios de compra, podendo até personalizar a mensagem. Existem alguns sites de e-mail marketing muito acessíveis que permitem criar diferentes tipos de automatização e segmentação.

4. Divulgação na Comunicação Social

Muitos jornais e revistas portuguesas apresentam uma secção dedicada às startups. Todas as semanas dão espaço para divulgar as últimas novidades, tendências e apresentar os casos de maior sucesso e/ou inovação. Escreva um press release ou entre em contacto direto com os jornalistas que, na maior parte das vezes, até agradecem a novas sugestões. Esta tática irá ajudá-lo a tornar a sua empresa conhecida do grande público, gerando notoriedade e credibilidade.

5. Marketing de Afiliados

No caso de comercializar um produto que esteja a vender muito bem, com uma taxa de conversão elevada, poderá equacionar inscrever-se em algumas plataformas de marketing de afiliados. Estes sites permitem que um afiliado possa publicitar e vender o seu produto, recebendo uma pequena comissão. Esta estratégia irá ajudá-lo a aumentar as suas vendas e ainda terá publicidade gratuita dos afiliados que vão trabalhar o seu produto para vender.

6. Canal no YouTube

O YouTube é actualmente um motor de buscar de grande relevância que não pára de crescer. Os conteúdos em vídeo são cada vez mais consumidos e será importante que tenha uma presença nesta rede social. Pode criar um conjunto de vídeos tutoriais, informativos, divulgar o seu produto e negócio. Tal como nas outras táticas é importante que seja criativo para gerar o maior interesse possível.

Growth Hacking para criativos

O growth hacking é um processo que nunca está completo. O importante é aprender, medir e crescer. No fundo, pretende-se atrair a maior quantidade de tráfego possível, sem gastar muito dinheiro. Não existe um método certo, tudo deve ser testado. É uma disciplina criativa que assenta na liberdade de ação, na inovação, no pensamento crítico e no respeito por quem está do outro lado. Não há limites para um growth hacker com vontade de mudança, curioso e audaz.

Artigos semelhantes:

Billomat folgen: