Jeden Freitag: Kostenloser Buchhaltungs-Workshop von Billomat >>

Jetzt kostenlos teilnehmen
 | 

Como fazer um plano de negócios eficaz

Tem uma ideia de negócio e não sabe por onde começar? Então, está no sítio certo. Antes de avançar com a concretização do seu negócio, independentemente da área de atividade em que se insira, é fundamental criar um plano de negócios adequado à sua situação. Saber fazê-lo corretamente é importante para ter sucesso no seu investimento.

Como fazer um plano de negócios eficaz
Não elabore um plano de negócios demasiado extenso, pois se tornará disperso na informação. (© Unsplash)

Neste artigo revelamos-lhe o passo a passo para criar um plano de negócios, de modo a desenvolver uma estratégia de ação e conseguir alguma estabilidade, evitando riscos desnecessários no início do seu negócio.

O que é um plano de negócio?

Um plano de negócios é uma ferramenta que serve de orientação e é fundamental para qualquer negócio. Ele deve conter informações detalhadas e que possam conduzir a uma decisão no momento de angariar eventuais investidores e parceiros. Com um plano de negócios poderá obter os fundos que necessita para a concretização da sua ideia junto dos investidores ou fornecedores como bancos, por exemplo.

O plano de negócio deverá sintetizar a informação sobre a ideia de negócio, bem como a forma de implementação e os ganhos esperados. Para tal terá de pesquisar todas as informações possíveis relacionadas à ideia antes de começar a criar o seu plano. É também importante solicitar a colaboração de especialistas nos tópicos que devem constar do plano, como por exemplo da área financeira, para verificar a viabilidade do projeto.

Como estruturar corretamente um plano de negócios?

Ainda que não exista apenas uma opção na altura de elaborar um plano de negócios, sugerimos aquela criada pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI). Os seguintes aspetos são fundamentais a qualquer plano de negócio:

  1. Descrição sumária do projeto;
  2. Apresentação do fundador do projeto;
  3. Análise do mercado;
  4. Definição de metas e objetivos;
  5. A estratégia comercial a utilizar;
  6. A estrutura da empresa;
  7. Elaboração do modelo financeiro;
  8. Gestão e controlo do negócio;
  9. Investimento necessário;
  10. Outros documentos relevantes.

Como selecionar a informação no plano

Cada um dos aspetos que referimos deve ter informações claras, concisas e fáceis de entender, para que não haja dúvidas. Preparado para começar?!

  1. Descrição sumária do projeto

Também chamado de Sumário Executivo, a descrição sumária do plano de negócios é uma introdução do seu negócio para potenciais investidores. A descrição não deve ser muito extensa (no máximo duas páginas), mas chamativa, simples e objetiva. É com este sumário que venderá a sua ideia, pois se o mesmo não for apelativo para quem está a ler, é possível que tenha uma desistência na leitura das restantes informações constantes do plano de negócios. Como tal, não podem faltar indicações como:

  • Nome do projeto;
  • Identificação do produto ou serviço a fornecer;
  • Identificação do setor de atividade;
  • Identificação da missão da empresa;
  • A explicação do que é que faz desta ideia algo inovador;
  • Reconhecimento do mercado alvo;
  • Indicação dos pontos fortes e fracos do projeto;
  • Indicação do fator mais atrativo para os potenciais investidores;
  • Indicação dos recursos humanos e investimento imprescindível para colocar o projeto em marcha;
  • Informação sobre o background dos empreendedores para o projeto;
  • Estimativa do tempo que poderá decorrer até que o projeto comece a criar resultados financeiros visíveis.
  1. Apresentação do fundador do projeto

Neste tópico é onde deverá colocar as informações sobre seu historial, quer a nível pessoal, bem como profissional, onde se incluem a sua formação e educação e a experiência obtida em projetos anteriores. Este tipo de informação será analisada por potenciais investidores, acredite!

  1. Análise do mercado

Para ser um empresário de sucesso, é essencial adquirir conhecimentos eficazes sobre o mercado relacionado a área em questão. Como tal, deverá incluir no seu plano de negócio as informações resultantes da pesquisa destes sub-tópicos:

  • Características do mercado;
  • Desenvolvimento do mercado;
  • Concorrência existente;
  • Tipo de clientes.

Se necessário, contrate entidades que façam análise de mercado ou solicite orçamentos para conseguir obter estes dados.

  1. Definição de metas e objetivos

Não tem como criar um bom plano de negócios que atrairá investidores sem definir os objetivos a alcançar a médio e longo prazo.

  1. A estratégia comercial a utilizar

Decidir a estratégia comercial a utilizar é essencial e bastante fácil de fazer depois de perceber o que os seus clientes precisam. Aqui deverá:

  • Identificar o tipo de clientes;
  • Definir qual é o público-alvo;
  • Estabelecer as estratégias usadas para impulsionar as vendas;
  • Definir os suportes a utilizar para a estratégia de imagem e comunicação;
  • Identificar a formação das equipas de vendas.
  1. A estrutura da empresa

Aqui deve indicar quantos colaboradores terá a empresa, quais os encargos associados aos mesmos, bem como dos gestores da sua empresa.

  1. Elaboração do modelo financeiro

O modelo financeiro deve conter as projeções de break even, designação que se refere ao momento a partir do qual um projeto deixa de perder dinheiro e começa a gerar receitas, recuperando assim o investimento efetuado inicialmente. É também importante colocar as projeções de cash flow, quer para vendas quer para financiamento, bem como os documentos que justifiquem os custos que sejam indispensáveis para por o negócio a funcionar.

  1. Gestão e controlo do negócio

Ao mostrar rigor e segurança nos números e na estratégia elaborada para o seu plano de negócio vai, certamente, atrair investidores. Tenha em atenção que a informação pode ser apresentada de diversas formas, mas se dominar algumas ferramentas de software de gestão conseguirá não só sistematizar a informação, bem como apresenta-la de forma totalmente profissional, o que permitirá aos seus investidores perceberem os dados apresentados e saber que terá a capacidade para gerir o seu negócio, oferecendo uma maior segurança quanto a possíveis investimentos.

  1. Investimento necessário

É aqui que deve registar o valor do investimento que vai efetuar no seu negócio, bem como cumprir os objetivos desse mesmo plano. Isso pode traduzir-se através de um plano de amortizações e previsão de lucros.

  1. Outros documentos relevantes

Neste último tópico opte por adicionar informações que possam reforçar os benefícios do seu negócio para os seus investidores. Aqui é o local certo para falar de especificações técnicas sobre os seus produtos, rentabilidade, documentos financeiros que justifiquem a sua previsão de despesas e de vendas, background dos fundadores do negócio, entre outras informações que considere pertinentes.

Características fundamentais de um plano de negócios

Se quer fazer um plano de negócios que permita colocar o seu negócio nas luzes da ribalta, deve ter em conta as seguintes características no momento da sua elaboração. Assim, um plano de negócios deve:

  • Estar organizado;
  • Ter um aspeto profissional;
  • Ser criativo;
  • Ser de leitura simples e facilitada;
  • Ser objetivo;
  • Conter objetivos possíveis de concretizar;
  • Indicar quem são os responsáveis e o número de trabalhadores da empresa;
  • Ter um ângulo de abordagem orientado para o público alvo;
  • Criar orçamentos detalhados;
  • Mostrar um bom planeamento a nível financeiro;
  • Conter bons documentos de previsão;
  • Referir os riscos do negócio;
  • Ajudar a colocar o plano em prática de forma simples;
  • É essencial que o plano seja alvo de uma análise crítica antes de ser apresentado. Mostre-o à pessoas do mesmo setor que lhe possam fazer críticas construtivas, de forma a corrigir eventuais lacunas.

Erros a evitar que podem deitar tudo a perder

Não elabore um plano de negócios demasiado alargado, uma vez que se tornará pouco conciso na informação. O habitual é que um plano não tenha mais que 50 páginas. Além disso, não inclua previsões financeiras que não correspondam à realidade. Para isso, não faça projeções a longo prazo e opte por períodos mais curtos.

Lembre-se que um dos objetivos centrais do plano de negócios é conseguir financiamento para que o seu negócio possa atingir a realidade. Por isso, saiba reconhecer quando necessita de recorrer a ajuda. Peça ajuda a profissionais relevantes para o seu setor aquando da elaboração do seu plano de negócios.

Gostou deste artigo?
Aprenda ainda mais sobre finanças e contabilidade todas as semanas.
O que você encontrará na sua caixa de entrada?
Uma oportunidade de pensar de forma diferente sobre seu trabalho e contabilidade
Pedaços de conhecimento escolhidos a dedo no mundo da contabilidade para inspirar você
Uma visão diferente sobre o que Billomat faz
Junte-se a nós para ver o mundo da contabilidade pelos olhos de quem o ama.
As suas configurações de cookie para este site:

Escolha quais dos seguintes cookies o site pode usar. Pode alterar essas configurações a qualquer momento através da nossa Política de Privacidade.

Altere as suas configurações de cookies com a barra deslizante:
Necessários
Necessários
Estatísticas
Estatísticas
Conforto
Conforto
Segmentação
Segmentação
Top