26. Feb 2020 | Empreendedorismo

Como calcular o valor por hora do trabalho freelancer

Um dos problemas mais comuns para os freelancers é saber como fazer o cálculo do valor por hora. É para evitar essa questão que frequentemente os freelancers optam por projetos com valor fixo.

Como calcular o valor por hora do trabalho freelancer
Além das despesas diárias, deve também alocar uma parte do seu rendimento ao pagamento de impostos e férias. (© Unsplash)

No entanto, nem sempre é possível ou desejável trabalhar com valores fixos e, nesse sentido, saber fazer o cálculo do valor por hora torna-se imprescindível. Neste artigo vamos apresentar-lhe 3 aspetos essenciais a ter em conta ao calcular o valor por hora do trabalho como freelancer e 3 métodos simples que podem ser usados para definir o valor.

3 aspetos essenciais a reter

Antes de avançar para os métodos de para fazer o cálculo do valor por hora do trabalho como freelancer, deve ter em consideração 3 aspetos bastante relevantes.

O primeiro aspeto essencial a reter é que deve pensar na faturação que deseja ter enquanto freelancer. Quanto deseja ou precisa de ganhar? Quanto maior for o valor, mais terá que trabalhar.

O segundo aspeto é ter consciência das suas despesas gerais enquanto freelancer:

  • Aluguer, telefone, internet, água e luz;
  • Equipamento de escritório, material de escritório e mobiliário;
  • Preço de programas informáticos e serviços;
  • Despesas de viagem;
  • Seguro;
  • Impostos (Finanças e Segurança Social);
  • Custos de publicidade e marketing;
  • Honorários de advogados e contabilistas;
  • Pagamentos a associações profissionais.

Além destas despesas, considere também se deve alocar uma parte do seu rendimento a férias. O descanso é essencial para ser produtivo!

O terceiro aspeto é não se sentir derrotado caso valor por hora dos primeiros trabalhos não for aquilo que pretende ou que merece. O início da atividade de freelancer não costuma ser fácil já que é necessário mostrar aos clientes que se tem valor.

No resto do artigo, vamos mostrar-lhe três dos métodos que pode usar para fazer o cálculo do valor por hora.

Primeiro método: retire três zeros

Lembra-se do seu objetivo de faturação anual que referi acima? Pegue nesse valor e retire-lhe três zeros.

E voilà, aqui está a maneira mais fácil para fazer o cálculo do valor por hora!

Por exemplo, se pretende ganhar pelo menos 20 000 euros, basta tirar os três zeros do fim e terá o seu preço estabelecido: 20€ por hora.

Pode pensar que estas contas não fazem nenhum sentido. pode estar a pensar: “se eu trabalhasse oito horas por dia a 20€ por hora, ganharia muito mais”.

Isso é verdade. No entanto, não se esqueça que só muito raramente um freelancer fatura oito horas por dia. Como freelancer, vai ter alturas em que não terá trabalho e vai fazer intervalos que não vai, obviamente, faturar ao cliente.

Além disso, não se esqueça que terá que pagar impostos, bem como os outros custos referidos anteriormente.

Este método pode não ser o melhor se estiver à procura do seu primeiro cliente, mas pode dar-lhe uma boa ideia do que cobrar mais tarde quando tiver mais experiência.

Segundo método: duplique o seu valor de ressentimento

Este método de cálculo do valor por hora varia de pessoa para pessoa.

Pergunte a si mesmo: Qual é o valor mais baixo pelo qual aceito trabalhar, mas que me deixará ressentido? Este será o valor absolutamente mais baixo pelo qual poderá trabalhar, mas que o vai deixar descontente.

Agora multiplique esse valor por dois e este vai ser o seu valor por hora.

Digamos que, no mínimo, aceitaria trabalhar por 8€ por hora. Basta dobrar esse número e vai obter o valor de 16€ por hora.

Agora, não deve criar ilusões sobre o valor que o mercado vai atribuir ao seu trabalho, especialmente se ainda for um iniciante.

Este método será muito mais eficaz depois de ter tido alguns clientes. Nesse momento vai saber realmente qual o seu valor de ressentimento.

Terceiro método: cobre o que os outros cobram

Em caso de dúvida para fazer o cálculo do seu valor por hora, cobre o mesmo que os outros freelancers cobram.

O que significa isto? Significa encontrar o valor cobrado por outros freelancers no seu nível de experiência e cobrar um valor semelhante. Ligeiramente acima, se entender que oferece um trabalho com mais qualidade e o conseguir demonstrar ou ligeiramente abaixo se entender que o inverso se aplica.

Muitos freelancers odeiam ouvir isto e preferem ouvir coisas como, “cobre o que acha que vale e ignore todos os outros!”

No entanto, não vale a pena ter ilusões: o preço é um fator importante no que respeita ao mundo dos freelancers. É verdade que um freelancer experiente e com provas dadas pode pedir bastante mais do que um iniciante, mas o seu preço tem que estar razoavelmente alinhado com o dos outros freelancers experientes.

Um criador de conteúdo de nível intermédio pode, por exemplo, cobrar valores entre os 4 e 5 cêntimos por palavra e conseguir clientes. No entanto, se pedir 10 cêntimos por palavra, dificilmente conseguirá qualquer cliente (salvo em projetos muito específicos, sobre os quais o freelancer possa ter conhecimentos aprofundados).

Aqui estão algumas boas maneiras de encontrar um valor de entrada no mercado caso esteja a iniciar a sua carreira:

  • Pergunte aos seus amigos ou colegas que já contrataram freelancers;
  • Pergunte a qualquer amigo seu freelancer quanto cobra;
  • Em alguns sites de trabalho para freelancers é possível ver os valores das ofertas feitas até ao momento ou obter uma média das mesmas. Use-as como referência para o seu preço.

Veja também: